INSCRIÇÕES PRORROGADAS – II Colóquio Nacional Capitalismo “Capitalismo Dependente na América Latina”. Vitória/ES – 2, 3 e 4 de novembro de 2017



Informamos que as inscrições do II Colóquio Nacional ” Capitalismo Dependente na América Latina” foram PRORROGADAS até dia 21 de outubro, e poderá ser realizada através do preenchimento do formulário abaixo. Ressaltamos, porém, que a inscrição somente se confirmará após o pagamento.

Formulário de inscrição: https://goo.gl/forms/EMQcQX4HgTMmwFNA3

Dados bancários para depósito:

consultar junto a iicoloquiotmd@gmail.com

IMPORTANTE: o comprovante de depósito (ajuda de custo e livro) deverá ser enviado para o e-mail do II Colóquio

Continue lendo “INSCRIÇÕES PRORROGADAS – II Colóquio Nacional Capitalismo “Capitalismo Dependente na América Latina”. Vitória/ES – 2, 3 e 4 de novembro de 2017”

Seminario sobre la actualidad de la obra de Ruy Mauro Marini: Imperialismo y superexplotación del trabajo en el capitalismo del siglo XXI

Se les hace la más cordial invitación para asistir al Seminario sobre la actualidad de la obra de Ruy Mauro Marini, Imperialismo y superexplotación del trabajo en el capitalismo del siglo XXI, que se realizará los días 17 y 24 de octubre de 11 a 15 hrs, en el Auditorio del Centro de Investigaciones Interdisciplinarias en Ciencias y Humanidades. Cuarto piso, Torre II de Humanidades, Ciudad Universitaria, UNAM.
 
Habrá transmisión en vivo: http://www.ceiich.unam.mx/0/envivo.php

II Colóquio Nacional “Capitalismo Dependente na América Latina”

II Colóquio Nacional “Capitalismo Dependente na América Latina”. Vitória/ES – 2, 3 e 4 de novembro de 2017

Inscrições até 30 de outubro de 2017

Fazemos circular novas informações sobre o II Colóquio Nacional “Capitalismo Dependente na América Latina”, a ser realizado nos dias 2, 3 e 4 de novembro de 2017, em Vitória/ES. Seu propósito é o de integrar atividades de reflexão teórica/conjuntural com o debae coletivo das pesquisas dos participantes, além de buscar debater sistematicamente as ideias e a obra do autor convidado, o Prof. Marcelo Dias Carcanholo (UFF).

Neste ano, o Grupo de Trabalho sobre a Dependência – UNICAMP segue à frente da atividade e a ele se incorporam o Coletivo Anatália de Melo (GT-TMD-UFES) como organizadores do evento. O encontro contará também com o envolvimento de movimentos sociais e organizações de trabalhadores da cidade de Vitória. Além disso, o GT-TMD-SEP foi acolhido por todos estes coletivos para partilhar desses dias de reflexão e debate crítico, assumindo-se, portanto, o II Colóquio como a já tradicional segunda atividade anual do GT.

***

Abaixo seguem alguns avisos importantes sobre a realização do II Colóquio:

Local:
O local de realização do II Colóquio mudou. O mesmo será realizado na UFES, no Centro de Ciências Jurídicas e Econômicas (CCJE).
Mas informações sobre o local evento estarão disponíveis no site http://anatalia.imperialismoedependencia.org/

Inscrições e valores:
O II colóquio oferecerá duas modalidades de inscrição.
· Para xs interessadxs em participar apenas do primeiro dia (02/11- Dia Introdutório: Minicurso e análise de conjuntura) a ajuda de custo será no valor de R$ 60,00.
· Para xs interessadxs em participar de todos os dias, a ajuda de custo será no valor de R$ 180,00.

A inscrição inclui 5 refeições diárias.

Hospedagem:
Para os participantes que não residem em Vitória, xs companheirxs do Coletivo Anatália de Melo lhes oferecerão hospedagem solidária. Basta informar, no ato inscrição, se deseja ser acolhido nas casas dxs companheirxs.
Também serão disponibizadas, no site http://anatalia.imperialismoedependencia.org/, informações sobre hospedagens hosteis e hotéis em Vitória.

Grupos de discussão:
A participação nos Grupos de Discussão está condicionada ao envio de um texto (15 a 20 páginas) que pode ser projeto de pesquisa ( projeto de monografia, projeto de dissertação e projeto de tese) ou artigo inédito ou publicado.
A temática dos trabalhos é livre, desde que um de seus eixos teóricos seja a Teoria Marxista da Dependência (TMD). A partir dos trabalhos enviados, organizaremos os grupos de discussão por temas.
Ressaltamos que os Grupos de Discussão é uma das atividades mais relevantes do II Colóquio, dado que é um espaço cujo objetivo é o aprofundamento dos estudos sobre a TMD, e que nos permitirá superar o isolamento que muitos dos pesquisadores do tema, estão condicionados. Portanto, não deixem de enviar textos, para que possamos avançar coletivamente em nossas pesquisas.

Curso de Imersão Parte I e II:
O prof. Marcelo Carcanholo ministrará no II Colóquio dois dias de curso de imersão (03 e 04/11), sobre temas que versam a TMD. Nestes dias, serão debatidos o livro “Dependencia, Superexplotación del Trabajo y Crisis: una interpretación desde Marx” recentemente publicado pelo professor, além de textos sugeridos, que constituíram portanto, a ementa do curso de imersão.
A bibliografia circulará para todxs xs participantes inscritos, e aquelxs que desejam comprar o livro, basta requisitá-lo no formulário de inscrição. O valor do livro é de R$35,00.
A participação no curso de imersão com o prof. Marcelo Carcanholo não está condicionada ao envio de texto ao II Colóquio.
Xs que queiram participar apenas do curso, deverão se inscrever no tipo de participação “participação completa”, cuja contribuição é de R$180,00.
Não haverá distinção de valores, para xs que participarão apenas do curso.

***

Lembramos que as inscrições se encerram dia 15 de outubro, e poderá ser realizada através do preenchimento do formulário abaixo. Ressaltamos, porém, que a inscrição somente se confirmará após o pagamento.

Formulário de inscrição: https://goo.gl/forms/EMQcQX4HgTMmwFNA3
Dados bancários para depósito:
Banco do Brasil
Agência.: 3193-3
Conta Corrente: 10.975-4
CPF: 106.571.887-00.
Camilla dos Santos Nogueira

IMPORTANTE: o comprovante de depósito (ajuda de custo e livro) deverá ser enviado para o e-mail do II Colóquio

Aguardamos sua participação,

Para mais informações, mande um e-mail para iicoloquiotmd@gmail.com, ou acesse o site: http://anatalia.imperialismoedependencia.org/

Comissão Organizadora:
Coletivo Anatália de Melo (GT – TMD- UFES)
Grupo de Trabalho sobre a Dependência – UNICAMP
GT-TMD-SEP – Coordenação coletiva

***

Programação:

02/11/2017 – Dia introdutório: minicurso e análise de conjuntura

9:00-12:00 Minicurso com Marcelo Carcanholo (UFF): Introdução geral à Teoria Marxista da Dependência

13:30 – 19:00 Análise de Conjuntura: Dependência e neoliberalismo

Marcelo Carcanholo ( UFF)
Helder Gomes ( PPGPS – UFES)
Joselma Pereira ( MST- ES)
Pollyana Pazolini ( CRESS-ES)

03/11/2017 – Curso de imersão parte I

9:00 -12:00 Curso com Marcelo Carcanholo (UFF): Crise de acumulação, capital fictício e dependência

13:30 – 19:00 Grupos de Discussão

04/11/2017 – Curso de imersão parte II

9:00 -12:00 Curso com Marcelo Carcanholo (UFF): Superexploração da força de trabalho

13:30 – 19:00 Grupos de Discussão

Encuentro sobre actualidad y vigencia de la Teoría Marxista de la Dependencia – La Plata

El próximo lunes 3 de Julio se desarrollará en la Universidad Nacional de La Plata el “Encuentro sobre actualidad y vigencia de la Teoría Marxista de la Dependencia” con el objetivo de actualizar sus principales contribuciones en el marco de discusiones contemporáneas sobre el desarrollo, el estado, el extractivismo, la transnacionalización del capital, el género y sus efectos sobre los sectores populares.

El encuentro se realizará el día lunes 3 de Julio de 2017 de 10 a 19 hs en el Aula 201 del Edificio C de la Facultad de Humanidades y Ciencias de la Educación de la Universidad Nacional de La Plata, ubicada en la calle 51 e/ 124 y 125, Ensenada, Provincia de Buenos Aires.

La inscripción es abierta y gratuita, completando el siguiente formulario:

https://goo.gl/forms/pBtcHlGSzm7roQnj2

Aquí se puede leer el programa definitivo del Encuentro:

https://tinyurl.com/encuentroTMD

Y aquí figura el lugar en el mapa para llegar: https://goo.gl/maps/iN2kGJJojaw

Encuentro TMD 2017 – Programa Final.pdf

Curso da TMD no Centro de Pesquisa e Formação do SESC-SP

O Núcleo de Estudos sobre o Capitalismo Dependente (NECAD) convida a todos para o curso Dependência na América Latina: um museu de grandes novidades, organizado junto ao Centro de Pesquisa e Formação do SESC-SP.

O curso será composto por 8 mesas (uma por semana), terá início no dia 13 de julho e terminará dia 31 de agosto. Os interessados deverão fazer inscrição no site do SESC a partir do dia 27.

http://centrodepesquisaeformacao.sescsp.org.br/atividade/dependencia-na-america-latina-um-museu-de-grandes-novidades

Continue lendo “Curso da TMD no Centro de Pesquisa e Formação do SESC-SP”

Simposio Teoría Marxista de la Dependencia en las XJEC

Invitamos a participar del simposio sobre TMD en las X Jornadas de Economía Crítica.

7,8 y 9 de septiembre de 2017
Universidad Nacional de General Sarmiento

Eje 5. Contribuciones al pensamiento económico crítico
Simposio 5.1. Teoría Marxista de la Dependencia. Aportes a la construcción del cambio social.
Coordina:
Grupo de Trabajo sobre Teoría Marxista de la Dependencia de la SEC (GT-TMD-SEC): Mariano Féliz (CIG; IdIHCS-CONICET; UNLP); Francisco Cantamutto (IDAES-UNSAM; CONICET; SEC); Agostina Constantino (IDAES-UNSAM; CONICET; SEC); Mariano Treacy (UNGS); Ariel Slipak (OMET-UNM; UBA; SEC), y Paula Belloni (LESET-UNLP).

La teoría de la dependencia, en especial en su versión marxista, ha realizado importantes aportes a pensar el capitalismo en la periferia (siendo Ruy Mauro Marini y Vania Bambirra dos de sus más destacados exponentes). En articulación con la teoría del imperialismo (desde los aportes de Lenin y Rosa Luxemburgo en adelante) y los nuevos aportes vinculados al nuevo imperialismo (con David Harvey como impulsor), y las perspectivas desde el feminismo (los aportes de Silvia Federici, Jules Falquet, Raquel Gutierrez Aguilar y Alejandra Santillana, entre otras, son claves en este respecto para repensarlo) y el ecologismo (con Elmar Altvater, por citar un ejemplo), este abordaje renovado tiene mucho que decir a la hora de pensar los límites de la sociedad capitalista y la necesidad y posibilidades de un cambio radical en perspectiva socialista y a partir del protagonismo popular. Estos debates son de especial significación en una era donde el capitalismo en el centro atraviesa una crisis estructural y el capital a escala global enfrenta una crisis civilizatoria. La teoría marxista de la dependencia ha provisto un planteo sistemático y riguroso, histórica y geográficamente situado, de la lógica del capitalismo en la periferia, sus particularidades y limitaciones. Discusiones claves en la etapa actual del capitalismo transnacionalizado involucran la particular forma de inserción del capitalismo dependiente en la nueva era, las formas que asume el imperialismo y el subimperialismo (con Brasil y China como ejemplos paradigmáticos), el lugar del Estado periférico, las trampas abiertas por el neoliberalismo y por las experiencias neodesarrollistas, las estrategias económicas (pero también políticas) para la superación de la dependencia, las modalidades de la super-explotación de la fuerza de trabajo, pero también el saqueo de las riquezas naturales y las distintas formas de opresión hacia las mujeres y las disidencias de género. Estas lecturas desde una mirada en la periferia, desde el campo del marxismo, invitan a problematizar la articulación e intersección entre distintas formas de explotación y opresión que operan para reproducir de manera ampliada la dependencia. Este simposio invita a todas y todos lxs que deseen contribuir a estos debates de trascendencia para los pueblos en este siglo que se abre.

Información importante
La fecha límite para la entrega de trabajos completos es el día viernes 7 de julio de 2017.
Información relevante para la entrega de los trabajos:
1. Todos los trabajos que se presenten deben cargarse en el formulario hecho para tal fin y que se encuentra disponible en el siguiente link:
https://goo.gl/forms/P00WPL0frtaAWmbs1

2. Todos los trabajos que se presenten deben respetar los requisitos de formato para que sea viable su publicación en actas. Los requisitos de formato se encuentran disponibles en el siguiente link:
http://jornadaseconomiacritica.blogspot.com/p/requisitos-para-la-presentacion.html

3. Todos los trabajos que se presenten deben inscribirse dentro de un eje o simposio. Una descripción y justificación de cada uno de los ejes y simposios que se desarrollarán en esta X JEC puede encontrarse en el siguiente link:
https://tinyurl.com/kpf4gwf

X JEC – Simposio TMD.docx

Iela Boletim do IELA

Divulga IELA

Se você não consegue visualizar esta mensagem, clique aqui e leia o site do IELA.
divulga%20iela.png?sequence=1&isAllowed=y

Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) | Instituto de Estudos Latino-Americanos (IELA)
www.iela.ufsc.br – 22/05/2017 – Edição 006

Vivemos um momento extraordinário

Entrevista com o economista e presidente do IELA, Nildo Ouriques. Continue a leitura »»

Mudar o sistema para mudar a educação

Jornadas Bolivarianas discutiram o papel da educação e da ciência. Continue a leitura »»

O Brasil, os criminosos e a América Latina

As novas denúncias permitem o protagonismo da população organizada. Continue a leitura »»

Quem carregará o féretro?

Texto de Paulo Alves de Lima Continue a leitura »»

Estatísticas sobre América Latina

Portal foi lançado nas Jornadas Bolivarianas Continue a leitura »»

Revista Brasileira de Estudos Latino-Americanos

Conheça e submeta seus textos Continue a leitura »»

Siga o IELA nas redes sociais
Facebook
YouTubeTwitter

Reunião do GT-TMD no XXII ENEP

Durante o XXII Encontro Nacional de Economia Política – que ocorrerá na próxima semana na Unicamp -, além do mini-curso do GT-TMD sobre "Estado, capitalismo dependente e movimentos sociais" (ministrado por Carlos Eduardo Martins, no dia 30/05, das 8:30 às 12:30) e das apresentações de artigos e comunicações de membros deste GT, haverá também a reunião anual de organização do GT-TMD/SEP, prevista na programação para o dia 31/05, das 14hs às 17hs (sala a confirmar).

Dando continuidade às discussões e aos avanços realizados em nossos últimos encontros, em particular na reunião do ano passado (seguem em anexo as memórias dos encontros realizados em 2015 e 2016), a pauta fundamental desta nossa próxima reunião será:

i) breve apresentação do trabalho do GT-TMD desde sua fundação até o momento (2012-2017);
ii) transição da coordenação geral do GT-TMD;
iii) consolidação e funcionamento da coordenação coletiva do GT-TMD;
iv) formação e informe de atividades de grupos locais sobre TMD;
v) retomada do projeto de Cadernos do GT-TMD;
vi) atividades de formação militante;
vii) página do GT-TMD (www.imperialismoedependencia.org);
viii) outras propostas de atividades;
ix) outras propostas de tema para discussão e/ou deliberação.

A pauta certamente é extensa e está em ordem de prioridade para a ocasião da reunião, sendo as três primeiras prioritárias no momento. As pautas previstas que por ventura não chegarem a ser tratadas na reunião presencial poderão ser articuladas pela coordenação coletiva e também através da lista.

MemóriaReuniãoGT-SEP-TMD_XX ENEP – UNILA.docx

MemóriaReuniãoGT-SEP-TMD_XXI ENEP – UFABC.docx

Mini-curso do GT-TMD no XXII ENEP – Campinas 2017

Entre os dias 30 de maio e 02 de junho, irá ocorrer o XXII Encontro Nacional de Economia Política, no Instituto de Economia da Universidade Estadual de Campinas.

Como parte da programação do ENEP, o GT Teoria Marxista da Dependência organizou o minicurso "Estado, capitalismo dependente e movimentos de resistência" com Carlos Eduardo Martins.

O minicurso irá ocorrer no dia 30 de maio (terça-feira), das 8:30hs às 12:30hs (sala a confirmar).

Convidam-se todos que estarão no evento a participar.

Abaixo, segue o folder do evento.

Chamada de Trabalhos – Dossiê – Cadernos CEMARX n. 10

DOSSIê /MARXISMO, SEXUALIDADE E GêNERO/

A discussão do marxismo sobre questões relacionadas à sexualidade e ao
gênero não é nova. Como movimento teórico e político, o marxismo
sempre participou das disputas que alimentam tais questões e, ainda
que de maneira controversa (por muitas vezes apresentar leituras
economicistas sobre o tema), foi uma das principais correntes que
embasaram o desenvolvimento das análises sobre gênero e sexualidade a
partir dos 1970. Contudo, o contexto político, econômico e cultural de
cada época parece refletir em um maior ou menor resgate de tal
temática, comportando diferentes ritmos de produções teóricas. O
fortalecimento da pauta da sexualidade e de gênero, a emergência de
diversos movimentos LGBT e feministas nas últimas décadas, assim como
o fato desse maior florescimento ter se dado em um contexto de crise
econômica e política mundial impelem o marxismo a construir novas
contribuições que lhe são próprias. Continue lendo “Chamada de Trabalhos – Dossiê – Cadernos CEMARX n. 10”