Espetáculo O Corpo que o Rio Levou – Centro Cultural São Paulo

O espetáculo O CORPO QUE O RIO LEVOU estreia no sábado, 4/3 no Centro Cultural São Paulo.

Esse espetáculo faz parte de uma investigação cênica de dois anos sobre o fascismo na AL, e foi premiado com o IV Prêmio Zé Renato de Teatro, da Prefeitura de São Paulo.

Como é de se esperar, não foi possível estudar o fascismo na América Latina sem um mínimo aprofundamento sobre a TMD, que acabou se tornando um dos maiores inspiradores para a produção.

Algumas palavras sobre a peça, extraídas do programa (em anexo, o flyer):

DEDICATÓRIA

para Heleny Guariba e Augusto Boal,

para Vânia Bambirra, Theotônio dos Santos e Ruy Mauro Marini.

1. a matéria-prima para o texto foi o relatório da Comissão Nacional da Verdade, publicado em 2014.

2. os murais mexicanos da década de 1930 recontam a História justapondo imagens de várias épocas que se entrelaçam para formar um todo. esta peça é muralista e os casos escolhidos para criar o texto entrelaçado foram chamados ‘barbantes’.

3. aqui estão trabalhados dois desses barbantes, o verde e o amarelo.

4. os outros barbantes tratam de outros assuntos, de outros corpos. eles ainda não se materializaram em espetáculo.

5. este espetáculo foi moldado pelos acontecimentos mais recentes da história de nossa região.

6. quando começamos essa investigação a situação em que vivíamos não tinha ainda começado a se transformar, a olhos vistos e passos largos, num estado de exceção.

7. o terrorismo de estado, os desaparecimentos forçados, as prisões arbitrárias, a perseguição coletiva e a censura cultural eram encarados ainda como histórias ouvidas sobre tempos passados.

8. nada mais errado. vivemos e somos o que nossos antepassados nos fizeram.

9. a ditadura civil-militar recente, suas violações de direitos humanos, perseguições políticas e política cultural de guerra formaram, além de tudo, nossa subjetividade.

10. por outro lado, a resistência armada e civil à mesma, as histórias dos heróis e heroínas que caíram lutando pela libertação de nossos povos, também. dedicamos a eles este espetáculo.

****

SERVIÇO:

O CORPO QUE O RIO LEVOU
de 4/3 a 9/4 de 2017
no Centro Cultural São Paulo,
Anexo da sala Adoniran Barbosa
(Rua Vergueiro, 1000, metrô Vergueiro)
sextas e sábados às 21hs
domingos às 20hs.

Ingressos: R$ 20 e 10, em www.ingressorapido.com.br, ou na bilheteria do CCSP.

facebook.com/labtede

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *